• Projeto Chōchō

    Pare de elogiar seus filhos! Você pode estar prejudicando eles!

    Atualizado: 5 de Out de 2019

    Porque precisamos parar de elogiar as crianças e incentivar uma mentalidade de crescimento.


    Experimente técnicas de incentivo ao invés de elogiar. Seu filho se tornará um adulto muito mais confiante, seguro e com maior autoestima.

    LEIA MAIS: Saiba a importância da Autorregulação para os seus filhos


    Você é tão esperto! Bom trabalho! Você é incrível! Muitos de nós somos culpados de dar esses elogios às crianças em um momento ou outro. O movimento de autoestima dos anos 80 e 90 incentivou os pais e professores a elogiar as crianças. Acreditava-se amplamente que isso aumentaria a autoestima das delas.


    A crença na época era de que todo elogio era positivo. Não importava se o elogio era merecido ou verdadeiro. A ênfase estava em fazer as crianças se sentirem bem consigo mesmas.


    No entanto, pesquisas atuais mostram que estávamos errados.


    Acontece que o uso de elogios vazios, como "você é tão inteligente", pode causar mais danos à autoestima das crianças do que construí-la.


    Eu sei que isso pode estar "bugando" a sua cabeça. Pelo menos foi que senti quando soube dos efeitos nocivos de elogiar crianças com louvores vazios.


    LEIA MAIS: Saiba como acabar com as crises de birra dos seus filhos com 8 dicas incríveis!

    Problemas com elogiar crianças


    Embora elogiar as crianças por suas habilidades possa fazê-las se sentirem bem no momento, as pesquisas sugerem que esse tipo de elogio faz pouco para melhorar a autoestima das crianças. Abaixo estão algumas razões pelas quais elogiar as crianças por suas habilidades geralmente sai pela culatra.


    Elogios tornam-se uma forma de manipulação


    Muitos de nós acreditam que, quando elogiamos as crianças pelo que elas fazem, as motivamos. No entanto, quando analisamos mais profundamente, vemos que isso não é muito diferente de técnicas de manipulação.

    Pode até ser inconsciente, mas, muitas vezes elogiamos as crianças para que elas façam o que queremos que elas façam.


    Por exemplo, quando elogiamos uma criança por ter se saído bem em um teste, é porque queremos que ela tenha o mesmo desempenho no próximo teste. Elogiar as crianças permite que elas saibam quais comportamentos valorizamos e o que elas precisam fazer para obter nossa aprovação.


    Ouvir que elogiar as crianças é manipulação não é uma coisa fácil de se ouvir. Algumas pessoas lêem isso e dizem: “Mas estou realmente orgulhoso do meu filho. Eu realmente sinto que eles fizeram um ótimo trabalho. Não estou tentando manipulá-los."


    No entanto, mesmo que sua intenção não seja manipulação, quando você diz a uma criança "bom trabalho" ou "você é tão esperto", ela aprende a depender da sua avaliação sobre ela. Você essencialmente deu a ela o plano de como eles podem agradar você.


    LEIA MAIS: Como ajudar seus filhos a controlar a agressividade?


    As crianças são condicionadas a buscar a aprovação de outras pessoas.


    Quando usamos elogios para expressar às crianças que temos orgulho delas por algo que fizeram, elas não têm a oportunidade de formar suas próprias opiniões sobre suas escolhas e realizações. Em vez disso, eles buscam que outros definam para eles quais realizações são aceitáveis ​​e inaceitáveis.


    De acordo com a educadora, Vicki Hoefle, o elogio treina as crianças a buscar constantemente feedback de outras pessoas sobre como elas estão. As crianças que elogiam querem saber: "Eu fiz um bom trabalho?" "Você gosta?" "Você tem orgulho de mim?" "Eu fiz certo?"


    Essa dependência do feedback positivo pode fazer com que as crianças valorizem demais o que as outras pessoas pensam delas. Eles aprendem a tomar decisões com base em como acreditam que os outros responderão a eles.


    Isso é muito perigoso, principalmente depois que essa criança cresce. Ela pode se tornar um adulto que está sempre querendo agradar o chefe, o professor, os colegas de trabalho... E quando esta validação ou valorização não acontece, as chances de frustração, depressão, ansiedade e insegurança são muito grandes.



    LEIA MAIS: 10 erros que você comete com seu filho!! (e como fazer para corrigi-los).


    As crianças aprendem a se definir com base em suas realizações

    Louvar as crianças geralmente as leva a se definir com base em sua capacidade de se destacar em alguma coisa. A desvantagem disso é que, quando experimentam falhas ou cometem erros, têm dificuldade em lidar com isso. Lidar com a frustração se torna muito mais difícil!


    As crianças que dependem de elogios para se sentirem bem sobre quem são, equiparam cometer erros a serem estúpidas ou carentes de talento. Eles se sentem mal consigo mesmos quando experimentam falhas e têm dificuldade em se recuperar.



    LEIA MAIS: 5 mitos sobre o Desenvolvimento Socioemocional (e porque seu filho deve aprender desde cedo)


    As crianças se tornam menos propensas a se desafiar


    Elogiar as crianças por suas habilidades faz com que elas se concentrem em manter uma imagem de “perfeição” o tempo todo. Seu objetivo é sempre ficar bem na frente de outras pessoas. Eles acham que devem sempre ter a resposta certa e fazer com que tudo pareça fácil.


    Elas acreditam que precisam manter seu status de louvor. Muitas vezes, essas crianças evitam correr riscos por medo de não poderem ser bem sucedidas. Elas fazem escolhas seguras para garantir que sempre saiam por cima.


    Por exemplo, pesquisas indicam que crianças que são constantemente elogiadas são mais cautelosas quando precisam responder perguntas na sala de aula. Quando respondem perguntas, mostram menos confiança em si mesmas. Eles também são mais propensos a desistir quando recebem uma tarefa difícil.


    LEIA MAIS: Acabe agora com a dificuldade de concentração dos seus filhos!


    O que você pode fazer em vez de elogiar as crianças por suas habilidades?

    Acontece que incentivar as crianças é muito mais poderoso do que enche-las de elogios. Você pode incentivar as crianças fazendo observações e reconhecendo seus esforços. Por exemplo, "você trabalhou muito se preparando para o teste" ou "seu esforço e trabalho duro valeram a pena".


    Em um estudo de 2010 realizado por Claudia Mueller e Carol Dweck, eles descobriram que, quando as crianças eram elogiadas por seus esforços, eram mais propensas a concluir tarefas desafiadoras do que os colegas que eram elogiados por sua inteligência. As evidências da pesquisa apoiam o uso de incentivo para elogiar as crianças. Você pode ver um vídeo do resumo da pesquisa em inglês aqui.


    Eles também descobriram que as crianças que receberam incentivo tinham mais probabilidade de acreditar que sua inteligência poderia mudar. Eles acreditavam que poderiam melhorar se fizessem mais e usassem estratégias diferentes. 


    Por outro lado, as crianças elogiadas por sua inteligência viam a inteligência como uma característica fixa. Se eles não nasceram com inteligência, eles sentiram que nunca seriam inteligentes.


    LEIA MAIS: Exercícios de Mindfulness: como treinar calma, estabilidade e concentração em crianças?


    Quais são os benefícios de incentivar as crianças?


    Quando incentivamos as crianças, aumenta sua auto-estima e autoconfiança. Eles aprendem que, com muito trabalho e esforço, podem realizar qualquer coisa. Eles são capazes de se recuperar de contratempos porque estão dispostos a aprender com seus erros e testar soluções diferentes. As crianças que recebem incentivo estão dispostas a correr riscos. Eles acreditam em si mesmos e não têm medo de falhar.


    O incentivo também permite que as crianças sejam mais conscientes. Eles são capazes de fazer um balanço de suas vidas e descobrir quais são as escolhas certas para eles e como querem aparecer no mundo. Eles baseiam seus valores no que é importante para eles, não no que é importante para outras pessoas.


    As crianças incentivadas estão conscientes de seus pontos fortes e limitações. Eles não confiam apenas nos outros para reconhecer seu progresso e são capazes de comemorar seus sucessos. Essas crianças aprendem a ser pensadores independentes e são menos propensas à dúvida. Elas não se comparam aos outros porque são seguros em si mesmas.


    LEIA MAIS: Habilidades Socioemocionais: como elas podem impactar o futuro das crianças?

    Dica Chōchō


    Como incentivar as crianças sem usar elogios vazios


    Quando você costuma elogiar crianças com elogios vazios, usar frases encorajadoras pode ser um pouco estranho. Como dizer 'bom trabalho' é um elogio favorito entre pais e educadores, desenvolvemos uma lista de frases alternativas que você pode usar em vez de dizer 'bom trabalho' ou qualquer outro elogio vazio.


    Em vez de dizer "bom trabalho" quando as crianças se saem bem nos testes/provas, você pode dizer:


    • Você trabalhou muito para entender o material. Seu trabalho e esforço valeram a pena.

    • Olhe para isso! Você passou muito tempo estudando e sua pontuação no teste mostra isso.

    • Uau! Você acertou '8' perguntas de '10' corretamente. Como você fez isso?

    • Sua nota melhorou em comparação com a sua última pontuação no teste. Que estratégias você usou dessa vez? Como você conseguiu?

    • Uau! Você respondeu todas as perguntas corretamente. Como isso faz você se sentir?

    Em vez de dizer "bom trabalho" quando as crianças não desistem, você pode dizer:


    • Você não desistiu. O que fez você continuar?

    • Posso dizer que você realmente queria (algo que a criança queria realizar) Você continuou tentando estratégias diferentes até encontrar uma que funcionasse.

    • Uau! Isso levou muito tempo e esforço, e você nunca desistiu.

    • Você conseguiu!

    • Você realmente se desafiou e conseguiu completar esta tarefa!

    Em vez de dizer "bom trabalho" quando as crianças se destacam nos esportes:


    • Sua prática está valendo a pena. Você está melhorando em _______ (nomeie algo específico, por exemplo, drible, passe, batida na bola etc.)

    • Você marcou e ajudou seu time a vencer.

    • Seus companheiros de equipe estavam torcendo por você. Como aquilo fez você se sentir?

    • Parabéns! Você fez o que o treinador lhe pediu para fazer e realmente ajudou a sua equipe.

    • Você foi determinado e continuou tentando até marcar. O que você sentiu quando marcou?

    Em vez de dizer "bom trabalho" quando as crianças se esforçam e ainda falham, você pode dizer:


    • Vejo que você realmente deseja fazer isso direito. O que mais você pode tentar?

    • OK, o que estamos deixando passar? Por que não estamos conseguindo? Qual outra estratégia que podemos tentar?

    • Quem mais pode ajudá-lo a resolver esse problema? Devemos conversar com __________ (ou seja, o professor, o treinador, os pais etc.)

    • Você realmente quer resolver isso. Existe outra maneira de encarar esse problema?

    • Você está realmente se desafiando. Você consegue pensar em outra maneira de fazer isso?

    Em vez de dizer "bom trabalho" quando uma criança apresenta um trabalho, você pode dizer:


    • Olhe para isso! Tenho certeza dizer que você colocou muito trabalho e empenho para fazer!

    • Me fale sobre o que você fez.

    • Me mostre mais.

    • Uau! Como você fez isso?

    • Parece que foi preciso muito esforço!


    Fonte: Kiddie Matters



    86 visualizações

    © 2020 Projeto Chōchō